Página:A escravidão no Brasil e as medidas que convem tomar para extinguil-a sem damno para a nação.pdf/16

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
— 10 —

expulsão dos escravos, tem attingido o maior gráo de prosperidade.

Imnumeros fazendeiros que mal fazião para sua manutenção, estão hoje ricos, a par de outros que se tem estabelecido depois da grande revolução.

Desse augmento da fortuna particular, proveio o augmento do commercio da provincia, pela permuta em larga escala, e a elevação da renda geral que sobe hoje a perto de 2,000:000$.

Como se operou essa methamorphose? Como de um facto de que parecia não deverem resultar senão consequências funestas, sortiu, como de uma fonte milagrosa, torrentes de tanta prosperidade?

Essa methamorphose, essa transformação feliz de uma população pobre, quasi indigente, pela inercia, em um povo rico pelo trabalho, foi a consequência da substituição do trabalhador escravo pelo trabalhador livre; foi a obra da Providencia que forçou os fazendeiros do Ceará á mostrarem ao mundo, como sem escravos se vive melhor e mais feliz.

A despeza com o custeio de uma fazenda montada com escravos, sommada com os prejuisos annuaes cauzados pela morte de alguns desses escravos, quando muito era coberta pelo producto do trabalho forçado.

Hoje, o custeio dessa mesma fazenda montada com gente livre, não consome senão uma parte do producto do trabalho livre.

A prova ahi está no augmento prodigiozo da exportação agricola da provincia, e na prosperidade em que vivem aquelles mesmos fazendeiros, que se julgavâo felizes quando sua receita dava para a despeza que fazião.

Uma fazenda que valia 100:000$ no tempo dos escravos, incluindo nessa quantia, pelo menos, 50:000$ representados pelo valor dos mesmos escravos, hoje vale o mesmo que então, sómente pelas terras e pelos benefícios; porque com o augmento da riqueza geral tudo duplicou, ou triplicou de valor.

Vê-se, pois que o fazendeiro cuja fortuna era de 100:000$, dos quaes pelo menos metade representados por bens penciveis; perdendo os escravos, ficou com a mesma