Página:Arte de Grammatica da Lingoa mais Vsada na Costa do Brasil (Anchieta 1595).djvu/18

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
ARTE DA


porque compondoſe com outra dição começada em vogal exprimitur, g. vt. j. Rio, ata ̂̑, direito compoſto diz. jgata ̂̑, Rio direito.

¶ In medio dictionis não ſe ſoffre, porque quem não ſabe, a lingoa pronuncia muta con liquida, vt imondopira, dira imondopígra.

E encontrandoſe com qualquer conſoante no meyo ou no fim, fara hum concurſo muito aſpero de cõſoantes, vt tigba, agîgb, 🙰c. E nem com iſſo o ha de ſaber pronunciar de qualquer modo que ſe eſcreua ſe não for ouuindo o viua voce.

¶ Por iſſo pera conhecer ſer eſte i. aſpero ſe eſcreue com hum ponto em baixo & ficarâ, jota, ſubſcrito, i. porque faz muyto differente ſignificação do, i. lene, vt. j. agua, com i. aſpero, j. îs, ea, id, com i. lene, ayopi ̂̑, tanger trombeta, ou frauta, ayopi ̂̑, picar hũa beſpa. Ou ſe ha de deixar ao vſo porque algũs muito bõs lingoas, o não podem pronunciar: mas ex adiunctis, ſe entende o que quer dizer.

¶ Ia, com i. aſpero, cõmummente he diſſyllabo, vt piá, figado, abiàr.

Excipe apiába, capiába, triſyllabos, ibiá, diſſyllabo, & ſi quæ ſunt alia.

Item todos os gerundios, & verbaes, em âra, âba, vt ayábi ̂̑, eu erro, gerundio, abiábo, verbaes abiára, abiába, triſyllabos.

¶ Ia, com, i. lene cõmummente he contracto, & mo noſyllabo, vt arobiár, triſyllabo.

Algũs nomes ſe tirão, que o vſo enſinarâ, vt piâ, filho,

potiá, jundiâ, tapiá, çupiá, piu ̂̑, yatiu ̂̑, & ſi

quœ