Página:As mulheres de mantilha.djvu/154

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

— 150 —

tinhão-lhe quebrado os limões de cheiro no peito.

Em vez de ralhar Jeronymo desatou á rir.

— Ah, bregeirinhas! exclamou Antonio, levantando-se e largando o taboleiro do gamão nos joelhos do parceiro.

E correndo á um moringue d'agua, que vira sobre a mesa, tomou-o, mas em vez de vingar-se das meninas, foi despeja-lo na cabeça de Jeronymo que ainda se ria.

Jeronymo deixou cahir o taboleiro do gamão, e lançando-se para o interior da casa, voltou com um prato d'agua que atirou sobre Antonio.

As meninas tornarão com outros limões e tambem a senhora Ignez que os quebrou no marido e no compadre: vendedores de limões de cheiro da casa onde os portadores de Irene e Ignez os tinhão ido comprar, prevendo o costumado fervor que succedia sempre ao começo do jogo, apparecerão no terreiro, trazendo taboleiros disfarçados em caixas fechadas; Antonio e Jeronymo comprarão todos estes, e a luta se tornou mais vigorosa e animada com a abundancia e igualdade das armas, embora houvesse desproporção entre os com-