Página:Contos em verso.djvu/260

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
242
CONTOS BRASILEIROS


Antonietta, que ali fôra tremendo,
Voltou calma e tranquila,
A si mesma dizendo:
— Agora sim, póde elle vir pedil-a!
Meu coração já nada mais receia;
De toda a inquietação se acha liberto!
Ella não ha de ter, já sei, ao certo,
Meia ração, porém ração e meia!

 
FIM