Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/49

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Alberto Marques de Carvalho — Filho do Dr. Maximiano Marques de Carvalho, nasceu na cidade do Rio de Janeiro; aqui começou sua educação litteraria que foi concluida na Europa,onde formou-se em direito; e voltando á pátria, estabeleceu-se como advogado na côrte.

Escreveu:

Reponse aux articles de la Patrie sur la guerre du Paraguay. Pariz, 1868. 40 pags. in-4.º — Contém este opusculo rectificações a apreciações inexactas, feitas pelo órgão da imprensa franceza acerca de factos occorridos na guerra em questão.

Lettre sur l'empire du Brèsil. Pariz, 1875.

A Lanterna. Rio de Janeiro, 1876 in-8.º — É uma publicação periodica que sahiu até o numero 14, assignada por Octavio Carvora.

Petreiade: epopéa imperial por Octavio Carvora. Rio de Janeiro, 1877. 16 pags. in-8.º

Libellos fluminenses contra a imprensa gazeteira. Rio de Janeiro, 1877. 14 pags. in. 8.º — Esta publicação traz a mesma assignatura de Octavio Carvora.

Libellos fluminenses; dez annos de poder conservador. Rio de Janeiro, 1878. in. 8.º — Idem.

A dissidencia liberal. O ministerio de 5 de janeiro perante a consciência nacional. Rio de Janeiro, 1878.

Duas palavras sobre a phiosophia positivista, com uma carta a E. Littrè, Rio de Janeiro, 1878.

As finanças conservadoras; Octavius e o Barão de Cotegipe. Rio de Janeiro, 1878. 20 pags. in. 8.º — Com o mesmo pseudonymo.

Dissolução da camara. Reforma eleitoral. O suffragio universal. Rio de Janeiro, 1878. 16 pags. in-8.º — Idem.

A verrina (pamphletos ns. 1 e 2). Rio de Janeiro, 1880 — in-8.º — Creio que só sahiram estes dous numeros impressos na typographia Garnier.

A Folha: periodico da tarde. Rio de Janeiro, 1880 — Sahiram poucos numeros.


Alberto de Oliveira — Irmão de Mariano de Oliveira de quem farei menção em logar competente, nasceu em Itaguahy, provincia do Rio de Janeiro. Desde muito joven se deu ao cultivo da litteratura amena, sobretudo da poesia; tem collaborado em diversos jornaes e revistas do Rio de Janeiro, e escreveu:

Canções românticas: poesias. Rio de Janeiro, 1878 — Este volume foi escripto sendo o autor estudante de preparatorios.


Albino Rodrigues de Alvarenga — Filho de Manoel Rodrigues de Alvarenga, nasceu em Campos, provincia do Rio de Janeiro.