Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v5.pdf/163

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
JO
159

fasciculos de 60 pags. Si continuasse essa publicação, seria com effeito «a mais importante e monumental obra, que em jurisprudencia viria a possuir o Brasil».

Curso de instrucção para concursos e officios de justiça, dividido em duas partes: Theoria e pratica — Theses e formulas — Só o vi annunciado no volume precedente. Da litteratura amena conheço:

Flores silvestres: romancêtes poeticos, I. Camilla. Rio de Janeiro, 1885, 126 pags. in-8.°

Trenas: (poesia e musica do dr. Cunha Salles). Rio de Janeiro, 1882.

Cantos do Brasil. Rio de Janeiro..... — Nunca os vi.

O magico do inferno: magica em um prologo, tres actos e 26 quadros — Foi escripta em 1890 e, posta em musica pelo filho do autor, foi executada no Rio de Janeiro em 1893.

A filha do Maestro: drama lyrico em tres actos — Em janeiro do corrente anno, 1898, li que ia entrar em ensaios em um de nossos theatros.

A kermesse: polka-lundu. Rio de Janeiro — No jornalismo fundou e redigiu:

O Echo de S. Francisco: revista quinzenal – Sciencias. Lettras. Artes – Redactores. Bacharel J. R. da Cunha Salles, Antonio de Almeida Flomariz. Cidade do Penedo, 1876, in-fol. peq.

Gazeta Popular: publicação diaria, politica, noticiosa, scientifica e mercantil. Rio de Janeiro, 1880-1881, in-fol. peq. — Foi o dr. Cunha Salles o unico redactor e proprietario.


José da Rocha Leão — Filho de José da Rocha Leão e dona Maria Clementina da Rocha, nasceu na cidade do Rio Grande, da provincia hoje estado de S. Pedro do Rio Grande do Sul, a 25 de setembro de 1823. Depois de ter feito parte do curso medico na faculdade da côrte, deixou-o e passou a servir como amanuense da Junta central de hygiene publica e tambem da Junta vaccinica, esta creada pelo regulamento de 17 de agosto de 1846 que reformou o Instituto vaccinico do imperio, e aquella por decreto de 14 de setembro de 1850. Exerceu estes cargos por muitos annos e depois nenhuma noticia mais tive a seu respeito. Membro da sociedade Auxiliadora da industria nacional e de outras, collaborou em varios jornaes e revista, como o Jornal do Commercio, Gazeta de Noticias, Sul-Mineiro, Marmota da Còrte, Revista Popular e Revista Brazileira, a segunda deste titulo publicada no