Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/166

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


aos Fieis da mesma Diocese no dia de sua Sagração Episcopal, 1001, Typ. Moderna a vapor, Ateüers Louis, rua Formosa n.° 71, Ceará, in 8.° de 54 pp.

Carta Pastoral do Ex.mo e Revd.mo Sr. D. Antonio Xisto Albano, Bispo do Maranhão, publicando as Letras Apostólicas de S. Santidade o Papa Leão XIII Temporis Quideni Sacri extendendo ao Universo Catholico a Indulgência do Grande Jubileu do Inicio do Seculo XX, Maranhão, 1901, Typ. do Jornal da Manhã.

Carta Pastoral do Ex.mo e Revd.mo Sr. Sr. D. Antonio Xisto Albano annunciando a visita Pastoral e a fundação da obra do Obolo Diocesano sob a protecção da Sagrada Familia, na Diocese do Maranhão, 1902.


Araripe — Vide Tristão de Alencar Araripe.


Araripe Junior — Vide Tristão de Alencar Araripe Junior.


Arcelino de Queiroz Lima (B.el)—Era filho do Tenente-coronel Pedro de Queiroz Lima, um dos hasteadores da bandeira dos independentes, um dos companheiros de Tristão Gonçalves, e de D.a Francisca Helena de Queiroz Lima, e nasceu a 22 de Janeiro de 1837.

Quando estudante de preparatórios, redigiu em Fortaleza a Juventude.

Bacharelou-se a 14 de Novembro de 1871 na Academia de Recife, tendo sido no anno anterior um dos membros mais influentes do « Outeiro Democrático », associação republicana acadêmica.

Exerceu a magistratura em Canindé e Pacatuba e occupou os logares de chefe de secção da Secretaria do Governo e procurador fiscal interino da Thesouraria da fazenda na antiga Província.

Em 1872 fundou o « Gymnasio Cearense », conceituada casa de educação.

Retirado da vida politica em que logrou o logar de Senador Estadoal (1891), falleceu a 19 de Novembro de 1895 em sua grande e bella fazenda « Califórnia », em Quixadá.

147