Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/248

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


nome de Rocha Gouvea e que por muito tempo foi morador na Praça de Palacio.

Havendo-se doutorado em medicina, viajou o Dr. Eduardo pela Europa, cujos hospitaes frequentou.

Faz parte do corpo medico da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza, é membro da Acadêmica Cearense e professor de Medicina Publica na Faculdade de Direito do Ceará (Maio de 1905). Foi Inspector de Hygiene do Estado e por algum tempo esteve encarregado do serviço medico do Batalhão de Segurança.

Publicou o volume:

— Do tratamento cirúrgico dos aneurismas da aorta, these apresentada á Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro a 29 de Setembro de 1888, Rio de Janeiro, Papelaria Gonçalves Mendes & Ga, Rua do Ouvidor ns. 25-6 e 38.

No periodico Divulgador, da Pharmacia Gonzaga, de Fortaleza, e na Republica (1902) publicou varios artigos de propaganda medica.


Eduardo Dias Nogueira (B.el) — Nasceu em Sant’Anna do Acarahú a 17 de Maio de 1864.

Bacharelou-se em sciencias sociaes e juridicas na Faculdade de Direito do Recife a 28 de Julho de 1892. Foi promotor do Crato (1891) e de Itapipóca (1892), Juiz substituto do Cascavel, Crato e Icó, Juiz de direito da comarca de Milagres (1900) e actualmente de Cascavel em substituição ao Dr. A. G. Tavares escolhido Desembargador na vaga do Dr. João Firmino de Hollanda Cavalcante (Acto de 26 de Maio 1905).


Eduardo Francisco Nogueira Angelim — Descendente da antiguissima familia Nogueira, nasceu no Aracaty a 6 de Julho de 1814.

Emigrando para o Pará por occasião da secca de 1825, foi alli figura saliente nos motins de 1835 chegando a occupar a presidência da Provincia. Sendo preso, foi deportado para o Rio de Janeiro e dahi mandado para Fernando Noronha onde jazeu por annos.

229