Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/353

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


— Theses e Dissertação apresentadas á Faculdade de Direito do Recife afim de obter o gráo de doutor, Recife, Typ. do Tempo, rua Duque de Caxias, n.° 28, 1876, in 8.° de 32 pgs.

— Discurso proferido na sessão de 3 de Agosto de 1885, publicado na Imprensa Nacional, Rio de janeiro, 1885, 122 pgs.

— Limites entre Ceará e Rio Grande do Norte. Razões Finaes. Encontra-se esse seu trabalho na Revistu do Instituto do Ceará, anno de 1904.


Frederico Augusto Pamplona (B.el) — Filho do Com.or João Tiburcio Pamplona e D.a Francisca Joaquina Pamplona, nasceu em Aracaty em 1814. Neto paterno de Hippolyto Cassiano Pamplona e de D.ª Brigida Leonarda da Silveira, natural de Angra do Heroismo, Ilha Terceira, e materno de João Dias Martins, natural de Torres Vedras em Portugal e de D.ª Maria da Piedade, Pernambucana.

Filiado ao partido liberal, foi eleito deputado para o biennio 1840-41 e fez papel saliente lutando contra a prepotência e os desmandos do presidente Sousa Martins, e com a ascenção do seu partido ao poder a 21 de Julho foi nomeado por João Facundo para Secretario da Presidência, cargo que desempenhou egualmente na administração Alencar. Demittido de Secretario pelo presidente conservador José Joaquim Coelho que o substituiu por Anselmo Peretti (Acto de 10 de Maio de 1841), partiu para Pernambuco e na Faculdade de Olinda se bacharelou (1842).

De volta ao Ceará, foi nomeado promotor publico da comarca do Aracaty a 30 de Julho de 1844.

Dissolvida a Camara dos Deputados Geraes por Dec. de 24 de Maio de 1844 e annulada a eleição procedida a 1 de Janeiro de 1845, foi elle eleito deputado na eleição procedida a 3 de Agosto do dito anno e reconhecido.

Regressando á Província fundou com Tristão Araripe e

334