Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/439

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


venham ás mãos; 2.ª, que se sirva transmittir-lhe a sincera significação do grande conceito que me merece o seu bello engenho, de que elle fez tão bom uso, escolhendo assumptos interessantes, moraes, patrioticos, amenos ».

A Camões. Poesia do Conselheiro J. C. Bandeira de Mello por occasião do centenário do grande poeta, Rio de Janeiro, Typ. a vapor de A. Marques & C.a, rua Nova do Ouvidor n.° 33, 1880, 8.° de 7 pp.

A vida e o amor, poesia publicada no Jornal do Commercio de 11 de Julho de 1881.

Encontra-se sua biographia no Dicc. de Innocencio da Silva, vol. X pp. 201 e vol. XI p. 281.

O Conselheiro Bandeira de Mello teve um filho de egual nome, que não era cearense mas pernambucano.

Esse presidiu as Províncias do Rio Grande do Norte, Santa Catharina, Maranhão, Pará e Bahia, foi cathedratico de direito ecclesiastico e depois de theoria e pratica do processo na Faculdade de Pernambuco, e jubilado foi reitor do Internato D. Pedro II, cargo em que o encontrou a Republica.

Falleceu na Capital Federal em Dezembro de 1905.


João Capistrano de Abreu — Filho do Major Jeronymo Honorio de Abreu, o proprietário de Culuminjuba, districto de Maranguape, e de D.a Antonia de Abreu, nasceu alli a 23 de Outubro de 1853.

Fez os primeiros estudos no Collegio de Educandos, sob a direcção do Rvd.º Nogueira Braveza, Atheneu Cearense, onde o tive por condiscípulo e amigo, e Seminário de Fortaleza.

Do Ceará partiu em 1869 para o Recife e dahi, annos depois, para o Rio de Janeiro, tendo uma unica vez voltado á terra do berço, que o acolheu como a filho muito delia já conhecido desde os tempos em que fulgurou ao lado de Rocha Lima, Araripe, Pompeu e Xilderico naquellas ainda hoje faladas palestras da academia francêsa e foi um dos

chefes do movimento operado no meio intellectual de então.

420