Página:Diva - perfil de mulher.djvu/112

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


passados, debalde me acusava de egoísta; o ciúme afinal me vencia.

Foi já quando o coração me desfalecia que ela pela primeira vez veio onde eu estava.

Notei sua grande palidez. O seio arfava precipitadamente. A fadiga ou a emoção lhe havia umedecido a fronte. Seus olhos tinham um brilho vítreo que incomodava.

— O baile já a fatigou?... Muito depressa!... disse-lhe com o riso amargo.

— Quase não dancei!... Mas não sei o que sinto!... Não me acha muito pálida?

— Há de ser o calor!... Esta sala é muito abafada!

— O calor?... Se eu tenho frio... frio n'alma!... É a febre que vem!... murmurou com um riso singular.

Nessa ocasião o Dr. Chaves aproximou-se para oferecer-lhe o braço.

Hás de te lembrar dele, Paulo. É um brilhante talento de orador, que se revelou de repente na Câmara por alguns triunfos bem notáveis. Moço ainda, elegante, com uma fisionomia expressiva e o reflexo de suas glórias políticas, ele triunfava no salão, como na tribuna.

Antes de aceitar-lhe o braço, Emília me disse a meia voz, com um tom suplicante:

— Não fique tão longe de mim!... Eu lhe peço!

Segui-a por algum tempo; mas quando a vi suspensa à palavra sedutora de seu par, embalando-