Página:Diva - perfil de mulher.djvu/21

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


— Não vens?

— Para quê? Não faço falta lá. Até logo!

Geraldo pertencia à classe dos homens a quem lateja a moleira toda a vida, e velhos já, são ainda meninos de cabelos brancos. Não te admire portanto a leviandade desse moço.

Cheguei à chácara do Sr. Duarte à uma hora da tarde.

A família estava na maior aflição. A menina ardia em febre desde a véspera, queixando-se de fortes pontadas sobre o coração. Todos os sintomas pareciam indicar uma afecção pulmonar.

No aposento reinava uma frouxa claridade que mal deixava distinguir os objetos. Emília prostrada no leito, sob as coberturas de lã, parecia inteiramente sopitada no letargo da febre. Sua tia, D. Leocádia, que fazia-lhe agora as vezes de mãe, estava sentada à cabeceira.

— Minha senhora, disse eu, é necessário auscultar-lhe o peito.

— Então, Sr. doutor, aproveite enquanto ela dorme. Se acordar, nada a fará consentir.

A senhora afastou a ponta da cobertura, deixando o seio da menina envolto com as roupagens de linho.

Mal encostei o ouvido ao seu corpo, teve ela um forte sobressalto, e eu não pude erguer a cabeça tão depressa, que não sentisse no meu rosto a doce pressão de seu colo ofegante.

O que passou depois foi rápido como o pensamento.

Ouvi um grito. Senti nos ombros choque tão brusco e