Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/359

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


DOM JOAO VI NO BRAZIL 923

Muitas vezes, como e veso nosso, as obras nao passa- vam do projecto, ou os projectos nao passavam da metade (i), mas n outros casos o plane ja do se executava e a corte ia sempre ganhando em exterioridade e decencia. Nem po- diam desapparecer como por encanto os defeitos essenciaes da edificagao fluminense: a agglomeragao das habitagoes, egrejas e o mais nas depressoes formadas entre os morros donde, por occasiao das grandes chuvas, descia a agua aos borbotoes, carregando as impurezas da cidade e algumas vezes tambem as casas antigas e estragadas (2), e a falta de gosto architectonico, reflexo do temperamento pouco ar- tistico e da nenhuma educagao artistica, parecendo ate, na phrase caustica de Prior, que fosse impiedade a elegancia e o aceio peccado.

Mais depressa se corrigiriam as faltas si nao fosse que, dos fidalgos da corte, pouquissimos se interessavam pelos melhoramentos do Rio de Janeiro, pois Ihes tardava sobre- modo voltarem para Lisboa, donde se diria que tinham im- portado, para piedosamente zelal-o, algum do lixo metro- politano (3). Ainda assim, no periodo embora de espectativa

��(1) "Hum Picadciro novo e huma Cadea sao ultimos pianos, que se vao por em enecugao : o 1- lie reputado em 50 mil cruzados, que se t arao logo promptos ; e para o 2v foi destinado o producto de hum dia do beneficio no Thi-atro desta corte, para servir de prin-

cipio tie despezas : Entretanto a .obra noiva do R. Thescuro ficou

no esqueleto, havendo-se alii consumido para cima de 700 mil cruza- zados : e parou porque claramonte se via que a despc/a crescia, e a obra nao subia." (Carta de 23 de Fevereiro de 1810).

(2) Em razao de successivas desgraqas acontecidas com casas velhas (jue desabavam c tendo chegado a cahir no I ac.-o parte de uma paredi. c abobada, projectou-se uma vistoria geral da qual se po deria haver derivado grande beneficio para o aspecto geral da cidade, si a nao tivesse annullado o suoorno dos inspectores das propriedades. (Carta cit. de Marrocos).

(3) Prior, ob. cit.

D. J. 58

�� �