Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/417

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


DOM JOAO VI NO BRAZIL 981

dos seus carros para saudar, de chapeo na mao e dorso cur- vado, o augusto passeante.

A residencia da familia real tivera tambem por effeito addicionar um elemento novo e precioso as antigas diversoes e folgangas da colonia, e vinha a ser o espectaculo das festas de corte, das quaes o anterior viver dos vice-reis mal podia dar uma idea. Nao eram tanto as paradas militares, as pro- cissoes religiosas, os Te-Deums e requiems nas egrejas, as luminarias e fogos de artificio agora empregados para cele- brar os anniversaries das pessoas reaes ou festejar a chegada de novas felizes da guerra peninsular, o que excitava a curio- sidade e despertava a admiracao, como eram as cerimonias peculiares a monarchia. A populagao do Rio de Janeiro nem podia bem imaginar o que deviam ser os cortejos esplendidos da realeza em toda sua pompa legendaria. Entretanto en- traram taes cortejos de subito a surgir para sacudir o torpor da pacata cidade ao mesmo tempo que Ihe emprestavam fei-

bem accentuadas de elegancia, de distincgao e de luxo.

�� �