Página:Espumas fluctuantes (corr. e augm.).djvu/101

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
93
ESPUMAS FLUCTUANTES

Cahiu-te aos pés... Então tu respiraste,
Cobarde vencedora do vencido...
Nem mesmo todo o oceano poderia
Lavar este padrão de covardia...

Tu não és tão culpada!... Aonde estava
A França tão potente e tão temida?...
Oh! por que o não salvou?... se o contemplava
Lá dos gelos dos Alpes — soerguida?!...
E elle que a fez tão grande?... Ella folgava!...
Emquanto ao longe do colosso a vida
Como um vulcão antigo e moribundo
Lento expirava nesse mar profundo.

S. Paulo.