Página:Espumas fluctuantes (corr. e augm.).djvu/140

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
132
ESPUMAS FLUCTUANTES


E como um véo transparente,
Um véo de noiva... Talvez,
Da lua o raio tremente
Te enchia de casto brilho..,
E a rastos no tombadilho
Cabia a teus pés... Ignez!

E essa noite delirante
Pudeste esquecer? — Talvez...
Ou talvez que neste instante,
Lembrando-teinda saudosa.
Suspires, moça formosa!...
Talvez ta íemDres... Ignez:..

Curraliuho. 2 de julho de 1870