Página:Espumas fluctuantes (corr. e augm.).djvu/209

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
201
ESPUMAS FLUCTUANTES


A UMA ACTRIZ


(no seu beneficio)

Branco cysne, que vogavas
Das harmonias no mar,
Pomba errante de outros climas.
Vieste aos cerros pousar.
Inda bem. Sob os palmares
Na voz do condor, dos mares.
Das >erranias, dos cóos...
Sente o homem — que ó poeta,
Sente o vate — que ó prophcta,
Sente o propheta — que é Deus.

Ha alguma cousa de grande
Deste mundo na amplidão,