Página:Fabulas de Esopo.djvu/118

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
118
FABULAS


nhores poderosos, ou fazem sobrancerias ás justiças e escapão muitas vezes, até que de alguma cahem nas suas mãos, e os fustigão de maneira que ficão perdidos de todo.


FABULA LV.
O Cordeiro e o Lobo.

Andava hum cordeiro entre as cabras, e chegou o Lobo, dizendo: Não he este o teu rebanho, vem commigo, levar-te-hei a tua mãe. Respondeo o Cordeiro: Não quero, porque esta cabra me quer muito e me faz mais mimo que a seu proprio filho. Com tudo, replicou o Lobo, melhor estarás com tua mãe. Bem estou aqui, disse o Cor-