Página:Fabulas de Esopo.djvu/120

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
120
FABULAS


FABULA LVI.


O Homem pobre e a Cobra.

Hum Homem pobre costumava affagar e dar de comer a huma Cobra, que em sua casa trazia, e em quanto assim fez tudo lhe hia por diante. Depois por certa agastadura, fez-lhe huma grande ferida. E vendo que tornava a empobrecer, com muitas palavras e humildade lhe pedio perdão. Respondeo a Cobra: Eu de boamente te perdoo, mas não te ha de isto prestar para deixares de ser pobre, que esta ferida sempre me ha de doer, e sempre ha de estar pedindo vingança de ti.