Página:Fabulas de Esopo.djvu/155

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
155
DE ESOPO.


MORALIDADE.


Ordinaria causa he nescios e cobardes zombarem de sisudos e esforçados, e os menores dos maiores, porque como os grandes arriscão mais nos perigos, procurão com aviso guardar-se delles. Mas os nescios, como não julgão isto por aviso, senão por cobardia, nem entendem as cousas, como carneiros mamões, zombão simplesmente dos homens abalizados.


FABULA LXXVII.


O Leão e o Homem.

O homem com o Leão altercavão sobre qual era mais valente. O Homem para provar sua tenção, o levou a hum sepulcro, onde estava de pedra hum