Página:Fabulas de Esopo.djvu/53

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
53
DE ESOPO


FABULA XVIII.


As duas Cadellas.


Tomando a huma cadella as dôres de parir, e não tendo lugar donde parisse, rogou a outra que lhe désse a sua cama e pousada, que era em hum palheiro, e tanto que parisse se iria com seus filhos. Fêlo a outra com dó della, e depois de haver parido, lhe disse que se fosse embora: porém a boa hospeda mostrou-lhe os dentes, e não a quiz deixar entrar, dizendo que estava de posse, e que não a lançarião dalli, senão fosse por guerra e ás dentadas.