Página:Herculano, Alexandre, História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal, Tomo II.pdf/227

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Taes eram os acontecimentos cujas phases levavam o papa a recommendar ao nincio que procedesse com destreza, para favorecer os conversos sem alienar absolutamente o animo de D. João iii. Dependia elle, até certo ponto, do rei de Portugal na realisação dos seus dous principaes designios, o congraçar o imperador com o rei de França e o colligir os recursos necessarios á expedição contra os mussulmanos, para a qual devia contribuir com uma parte dos materiaes de guerra, gente e navios. Com este ultimo intuito, resolvera impor duas decimas nos rendimentos do clero português, e esperava remover as resistancias áquella contribuição extraordinaria (resistencias que, aliás, eram infalliveis) cedendo parte della a beneficio do poder civil. Para obter, por outro lado, que D. João iii interviesse na reconciliação de Carlos v com Francisco i, tinha enviado credenciaes e instrucções a Capodiferro, ordenando-lhe proposesse o assumpto a elrei, a quem, afóra isso, escrevera[1]. Não pertencendo, porém, á materia deste livro essas negociações, não as se-

  1. Carta de Pedro de Sousa de Tavora a elrei, de Roma, a 15 de novembro de 1537: G. 2, M. 5, N.° 26, no Arch. Nac.