Página:Historia e tradições da provincia de Minas-Geraes (1911).djvu/237

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Imaginem os leitores, que eu não o tentarei descrever, como rápidos e deliciosos corriam os dias aos dois jovens aman­tes fruindo em segredo seus furtivos amores à sombra das flo­restas virgens, ao murmúrio dos córregos do deserto. Vênus e Adônis, vagueando pelos vergéis da Idália, Diana e Endi­mião pelas selvas da Tessália não gozaram momentos mais venturosos do que os nossos dois jovens sertanejos à sombra das florestas americanas.

Mas essa bem-aventurança não devia durar muito tempo, como toda aquela que provém de uma fonte impura e vicia­da. As portas daquele paraíso de delícias deviam ser-lhes tran­cadas, como foram aos primeiros pais da humanidade, que morderam o fruto vedado por expressa determinação da di­vindade.

Carlito era leviano e volúvel como criança, que era. Depois de se ter longamente embriagado de volúpia