Página:Jéca Tatuzinho (1924).pdf/14

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Quando colhia essas roças, o mantimento era tão pouco que cabia nos cantos do seu casebre.

Criava em redor da casa um ou outro porquinho e meia duzia de galinhas.

Mas o porco e as aves que cavassem a vida, porque Jéca não lhes dava o que comer.

Por esse motivo o porquinho nunca engordava, e as gallinhas punham poucos ovos.

Jéca possuia ainda um cachorrinho, o Brinquinho, magro e sarnento, mas bom companheiro e leal amigo.

Brinquinho vivia cheio de bernes no lombo e muito soffria com isso. Pois, apezar dos ganidos do cachorro, Jéca não se lembrava de lhe tirar os bernes.

Por que? Desanimo, preguiça...

E as pessoas que viam aquillo, franziam o nariz:

— Que creatura imprestavel! Não serve nem para tirar berne de cachorro...

10