Página:Jéca Tatuzinho (1924).pdf/30

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


davam para a semana inteira. E carregava esses feixes sorrindo, como se o enorme peso não passasse de uma brincadeira.

— Amigo Jéca, você arrebenta! diziam-lhe. Onde se viu carregar tanto páo de uma vez?

Elle ria e retrucava:

— Já não sou aquelle de dantes! Isto para mim é biscoito...

E era mesmo! Biscoito de polvilho, dos macios...

Quando teve de augmentar a sua casa, foi a mesma coisa. Derrubou no matto grossas perobas, atorou-as, lavrou-as e trouxe no muque para o terreiro as tóras todas. Sozinho!

E não admittia que ninguem o ajudasse.

— Quero mostrar para esta paolama quanto vale um homem que tomou herva e usa botina cantadeira!

O italiano todos os dias vinha espial-o da cerca. E coçava a cabeça, murmurando:

— Se eu não tropicar direito, este diabo me passa na frente. Per Bacco!

26