Página:Laura de Anfriso.djvu/25

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ao ſenhor Dom Duarte:
7

O Capitão famoſo que iſto entende
Perdendo o ſenhorio de Farſalis:
Nem hum final de dor ſeu geſto offende.

Oera que o Dictador de antiga Italia
Cõ ſeu tormento as glorias não dobraſſe:
Tal por baldar ao meu,canto em Caſtalia.

Mas como pode ſer que ſe apuraſſe
Obra?da qual ſoſpeito que ſe a vira,
* Fugitiuos borrões Plauto a chamaſſe:

Na alhea letra a minha fe eſculpira,
Principe meu,com a tinta adulterada,
Que apenas quinto olhar traslada & tira.

Depois que em papel branco a vi laurada,
Por não ſer de Ariſtarchos offendida:
A eſſe templo Real foi conſagrada.

Aqui vereis pintada,& traduzida
Qual Principe que fois da ſumma Alteza
Deſte primeiro monſtro a infauſta vida.

Que ſe os monſtros que gera a natureza
Aos Principes maiores ſe offerecem,
Argumentos de gloria, & de grandeza:

Os monſtros de Fortuna mais merecem,
Por terem mais que ver;& a piedade
E a gloria de hũ Senhor mais engrandecẽ.

Ora pois neſſa leda Mageſtade
Acheu naufragios tais fermozo amparo
Que he a Principes deuida a humanidade

Nunca