Página:Machado de Assis - Teatro.djvu/173

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

é preciso mata-lo. Agora, se para aniquilar esse monstro é preciso energia ou moderação, isso não sei; o que sei é que é preciso talento e muito talento, e nesse ponto ninguém pode ombrear com Sua Excia.

PACHECO - Nesta última parte concordamos todos.

BASTOS - Mas que moderação é essa? Pois faz-se jus aos cantos do poeta e ao cinzel do estatuário com um sistema de moderação? Recorramos aos heróis... Aquiles foi moderado? Heitor foi moderado? Eu falo pela poesia, irmã carnal da política, porque ambas são filhas de Júpiter.

PACHECO - Sinto não ter agora os meus artigos. Não posso ser mais claro do que fui naquelas páginas, realmente as melhores que tenho escrito.

BASTOS - Ah! V. S. também escreve?

PACHECO - Tenho escrito vários artigos de apreciação política.

BASTOS - Eu escrevo em verso; mas nem por isso deixo de sentir prazer, travando conhecimento com V. S..

PACHECO - Oh! senhor.

BASTOS - Mas pense e há