Página:Machado de Assis - Teatro.djvu/40

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

CENA II

Os mesmos, Inocêncio trazido por um criado


INOCÊNCIO - Oh!

DOUTOR (baixo a Valentim) - Chega o teu competidor.

VALENTIM (baixo) - Não me vexes.

INOCÊNCIO - Meus senhores! Já por cá? Madrugaram hoje!

DOUTOR - É verdade. E V. S.?

INOCÊNCIO - Como está vendo. Levanto-me sempre com o sol.

DOUTOR - Se V. S. é outro.

INOCÊNCIO (não compreendendo) -Outro que? Ah outro sol! Este doutor tem umas expressões tão... fora do vulgar! Ora veja, a mim ainda ninguém se lembrou de dizer isto. Sr. Doutor, V. S. há de tratar de um negócio que trago pendente no foro. Quem fala assim é capaz de seduzir a própria lei!

DOUTOR - Obrigado!