Página:Meteorito de Bendegó - relatório apresentado ao ministerio da agricultura, commercio e obras publicas (...) sobre a remoção do meteorito de Bendengó do sertão da provincia da Bahia para o Museu Nacional.pdf/45

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
51
____


forçosamente dar-se na primeira revolução do meteorito em torno da terra, o que mostra evidentemente que, pelo menos, os meteoritos que cahem actualmente sobre a terra não podem ter sido lançados pelos volcões da lua, na época de sua actividade.

As figs. 2 e 3 representam as condições geometricas do phenomeno em ambos os casos.

Sómente no caso da fig. 3, é que póde haver encontro entre o aerolitho e a terra, e mostrar-se que a hypothese volcanica lunar é pouco sustentavel.



Origem sideral


Deixando para depois o exame da segunda hypothese sobre a origem extra-terrestre, temos agora de citar a terceira, que admite a origem sideral, isto é, que os meteoritos nos chegam das regiões intrasideraes, que pertencem ao espaço muito além da esphera de attracção do nosso sol.

Esta hypothese tem contra si o argumento, já apresentado e tirado do trabalho de Newton, concernente ao sentido do movimento de translação dos meteoritos em torno do sol, e não se concilia também com a idéia que os meteoritos sejam provenientes de um só corpo, sendo, pois, necessario admittir que seriam fragmentos de diversos corpos de composição identica.


Origem planetar extra-terrestre


Chegamos, finalmente, á hypothese de que os aerolithos e meteoritos sejam provenientes da ruptura ou explosão de algum outro planeta do nosso systema. Esta hypothese é sustentada por varios astronomos e geologos. Talvez venha aqui a proposito lembrar uma memoria publicada em 1879, intitulada Distribuição do grupo dos planetoides entre Marte e Jupiter, na qual collaborámos com o illustrado Sr. Emm. Liais.

E' sabido que, no principio deste seculo, o astronomo Olbers, notando que as orbitas dos quatro primeiros planetoides Ceres, Pallas,