Saltar para o conteúdo

Página:O Sonho do Monarcha (1886).pdf/9

Wikisource, a biblioteca livre

INTRODUCÇÃO

Ao cidadão Pedro de Alcantara

IMPERADOR!
tu vaes ouvir a voz potente
D’uns párias miseraveis... pobre, mansa gente
De quem zombas e rís em tua magestade
De monarcha orgulhoso... O pária talvez ha de
Vencer um dia a pugna athlética, enervante,
Que se fére renhida e forte n’este instante
Do norte ao sul do imperio,
Ó egual de Tiberio,
Imperador senil...