Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v1.djvu/85

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


And from her fair and unpolluted flesch

May violets spring!

HAMLET

 
Não chorem... que não morreu!
Era um anjinho do céu
Que um outro anjinho chamou!
Era uma luz peregrina,
Era uma estrela divina
Que ao firmamento voou!
 
Pobre criança! Dormia:
A beleza reluzia
No carmim da face dela!