Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v1.djvu/90

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


As ondas são anjos que dormem no mar,
Que tremem, palpitam, banhados de luz...
São anjos que dormem, a rir e sonhar
E em leito d'escuma revolvem-se nus!
 
E quando, de noite, vem pálida a lua
Seus raios incertos tremer, pratear...
E a trança luzente da nuvem flutua...
As ondas são anjos que dormem no mar!
 
Que dormem, que sonham... e o vento dos céus
Vem tépido, à noite, nos seios beijar!...