Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v3.djvu/101

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Passou talvez ao alvejar da lua,
Como incerta visão na praia fria...
Mas o vento do mar não escutou-lhe
Uma voz a seu Deus!...ela não cria!
 
Uma noite, aos murmúrios do piano
Pálida misturou um canto aéreo...
Parecia de amor tremer-lhe a vida
Revelando nos lábios um mistério!
 
Porém, quando expirou a voz nos lábios,
Ergueu sem pranto a fronte descorada,