Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v3.djvu/104

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Ó Teresa, um outro beijo! E abandona-me

a meus sonhos e a meus suaves delírios.

JACOPO ORTIS


É loucura, meu anjo, é loucura
Os amores por anjos... bem sei!
Foram sonhos, foi louca ternura
Esse amor que a teus pés derramei!

Quando a fronte requeima e delira,
Quando o lábio desbota de amor,