Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v3.djvu/27

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Meu desejo? era ser a luva branca
Que essa tua gentil mãozinha aperta,
A camélia que murcha no teu seio,
O anjo que por te ver do céu deserta...
 
Meu desejo? era ser o sapatinho
Que teu mimoso pé no baile encerra...
A esperança que sonhas no futuro,
As saudades que tens aqui na terra...
 
Meu desejo? era ser o cortinado
Que não conta os mistérios de teu leito,