Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v3.djvu/69

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


MEDITAÇÂO

 
O dia descobre a terra: a noite descortina os céus.

MARQUÊS DE MARICÁ

 
Eu creio, amigo, que a existência inteira
É um mistério talvez: mas n'alma sinto,
De noite e dia respirando flores,
Sentindo as brisas, recordando aromas
E esses ais que ao silêncio a sombra exala
E enchem o coração de ignota pena,
Como a íntima voz de um ser amigo...
Que essas tardes e brisas, esse mundo
Que na fronte do moço entorna flores,