Página:Obras poeticas de Ignacio José de Alvarenga Peixoto (1865).djvu/214

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
— 208 —

Ah! quão depressa então acabar vira
Este sonho, este enredo, esta chimera,
Que passa por verdade e é mentira.

Se filhos e consorte não tivera,
E do amigo as virtudes possuíra,
Só de vida um momento não quizera.