Página:Peregrinaçam 11 67v-73v.djvu/2

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fernão Mendez Pinto. 68

podião ter, pelo qual eſquecida de todo a cubiça, ſe entendeo logo com toda a preſteza em alijar a fazẽda ao mar, & ſaltando embaixo no praõ obra de cem homẽs, aſsi Portugueſes como eſcrauos & marinheyros, em menos de hũa hora foy tudo lançado ao mar, de maneyra que nenhũa couſa ficou a que ſe pudeſſe por nome que pelos bordos não foſſe fora, ſenão quanto foy taõ exceſsiuo o deſatino deſtes homẽs que atê de doze caixoẽs cheyos de barras de prata q̃ na briga paſſada ſe tomaraõ a Coja Acem, nenhum ficou que tambem não foſſe ao mar, ſem auer homem delles que tiueſſe acordo para ſe lẽbrar do que aquillo era, a fora outras couſas de muyta valia que na volta do mais foraõ por eſte triſte caminho.

CAP. LXII.

Do mais trabalho & perigo em que nos vimos, & do ſocorro que tiuemos.


PA ſſando aſsi toda aquella noite nùs & deſcalços, & eſcalaurados, & quaſi esbofados do grande trabalho que tinhamos leuado, prouue a noſſo Senhor que como a menham começou a eſclarecer, o vento foy ſendo algũ tanto menos, com que o junco ficori mais quieto, ainda que ja eſtaua aſſentado ſobre a ponta da coroa do baixo, & com treze palmos de agoa dentro, & os homẽs todos eſtauão pegados em cordas da banda de fora, porque os mares grandes q̃ quebrauão encima no coſtado os não afogaſſem, ou lançaſſem ſobre os penedos, como ja tinhão feito a dez ou doze que ſe não preuiniraõ diſto, & como foy o dia bem claro, quiz noſſo Senhor que nos enxergou o junco de Mem Taborda & Antonio Antiquez, que toda a noite tinhão pairado a aruore ſeca com grandes jangadas de madeyra por popa à Charachina que os ſeus officiaes lhe inuentaraõ para poderẽ ſuſtentar milhor o payro, & como ouue viſta de nòs nos veyo logo demandar, & em chegando a nò̃s nos arremeſſaraõ muyta ſoma de paos aboyados em cordas, paraque nos pegaſſemos nelles, o que nos logo fizemos, & niſto ſe gaſtou quaſi hũa hora com aſſaz de trabalho de todos, pelo deſmancho & deſordenada cubiça que cada hũ tinha de ſer o primeyro que ſe ſaluaſſe, o qual foy cauſa de ſe afogarẽ vinte & duas peſſoas, de que os cinco foraõ Portugueſes, que Antonio de Faria mais ſentio que toda a perda do junco & da fazenda, inda que não foy tão pequena que não paſſaſſe de cem mil taeis fó em fazenda de prata, porque a mayor parte das preſas que ſe tomaraõ, & do que ſe tomou ao Coja Acem ſe metera naquelle junco em que andaua Antonio de Faria, por ſer mayor & milhor, & em que parecia que corria menos perigo que nas outras embarcaçoẽs que não eraõ taõ boas nem taõ ſeguras.

I 4 Deſpois