Página:Queda que as mulheres têm para os tolos.djvu/46

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
- 42 -


seu gosto, é cousa em que ninguem deve pensar, é uma loucura; fôra o mesmo que querer mudar a natureza, ou contrariar a fatalidade.

Por quanto, ficai sabendo, continúa Champcenets, que as mulheres não são senhoras de si proprias; que nellas tudo é instincto ou temperamento, e que portanto ellas não podem ser culpadas de suas preferencias. Só respondemos pelo que praticamos com intenção e discernimento. Ora, qual dellas póde dizer que predilecção a impelle, que paixão a obriga, que sentimento a faz ingrata, ou que vingança lhe dicta as malignidades? Debalde procurareis nellas tão cruel prodigio; nenhuma é cúmplice do mal que causa: a este respeito, o seu estouvamento attesta-lhes a candura.

Por que vos obstinaes em pedir-lhes o que a Providencia não lhes deu? Ellas se apresentam bellas, appetitosas e cégas: não vos basta isto? Querel-as com juizo,