Página:Raios de extincta luz (Antero de Quental, 1892).djvu/233

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Esta página contém uma imagem. É necessário extraí-la e inserir o novo arquivo no lugar deste aviso.
O SOL DO BELLO
 
RECITADA NA NOITE DE 13 DE MAIO DE 1862, NO THEATRO ACADEMICO,
POR A. FIALHO MACHADO

 

O

sol do bello a todos alumia!

Sua auréola cinge cada fronte
Bem como o rei do dia, mal desponte,
Dá luz egual a todo o sêr creado!
Este baptismo santo envolve e lava
Todos na mesma onda inspiradora!
Queima com a mesma chamma abrasadora!
Orvalha em egual pranto derramado!
Juntas as almas, que o sentir enlaça,
Commungam, como irmãs, na mesma taça!