Página:Se te amo, não sei!.djvu/2

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


E os thesouros da terra me oferecesse

E as riquesas que o mar tem escondidas;

E do outro lado — a ti somente, — e o gozo
Ephemero e precario — e após a morte;
E me dissesse: "Escolhe" — oh! jubiloso,
Exclamara, senhor da minha sorte!

"Que thesouro na terra há hy que a iguale?
Quero-a mil veses, de joelhos — sim!
Bendita a vida que tal preço vale,

E que merece de acabar aſsim!"
25 Junho