Página:Stradelli 1929 vocabularios.djvu/2

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Esta página contém uma imagem. É necessário extraí-la e inserir o novo arquivo no lugar deste aviso.

Damos espaço em nossa Revista ao extenso trabalho do conde Ermano Stradelli, que, residindo por muitos annos que, residindo por muitos annos no Estado do Amazonas, se votou á penosa tarefa de compôr não só um longo «Vocabulario nheêngatú-portuguez e portuguez-nheêngatú, como um esbôço da «Grammatica» dessa lingua fallada pelos nossos aborigenes naquella região brasileira, e ainda uma collecção de contos e lendas indigenas.

Parece-nos que com isto vai prestado bom serviço aos cultores da Linguistica e Ethnographia americanas.

Outros trabalhos congeneres, devidos ao saber e ao exforço de Martins, fr. Francisco dos Prazeres, Luccock, Costa Rubim, Macedo Soares e Barbosa Rodrigues, já encontra o amador destes estudos nas paginas da Revista do Instituto. Sobre a propria lingua geral fallada no Amazonas, cumpre citar os trabalhos aqui publicados nos tomos: 17º (pags. 533-562); 50º, parte 1ª (pags. 328-347); e 51º, supp. (pags. 73-110).

Similhantes contribuições foram, porém, de menor vulto. Agora se lhes juncta a copiosa obra de Stradelli, sôbre cujo valor assim se exprimiu, em lucido parecer, o nosso illustrado consocio dr. Theodoro Sampaio:

«Percorri, com attenção, esse trabalho sobre o Nheêngatú do Amazonas, trabalho copioso, interessante, que me moveu a sympathia pelo seu auctor. Penso que a obra do conde Ermanno Stradelli pôde merecer a acolhida do