Página:Til (Volume I e II).djvu/246

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


— Arre, patife.

Deu-se por advertido o bacorinho, que imediatamente enfiou outra vez pela venda e foi sair no quintal, onde pôs-se a grunhir com o focinho ao vento e os olhos na porta da cozinha.

— Pelos modos lá o homem de Campinas está com gana mesmo no Bugre? observou o Gonçalo que não tirava os olhos do Chico.

— Pudera não! Da maneira por que arranjou-lhe o pai!

— Xô!... Eh! baia!... Xô!... Diabo de mula canhambola!

Partiam estas vozes do vendilhão, que fazia um grande escarcéu com braços e pernas, a fim de espantar uma besta muar que sua imaginação figurava estar furando a cerca do pasto, ao lado direito da casa. Entretanto o inocente animal assim caluniado