Paginas Timidas/Capítulo 12

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zenäide
(A J. PEREIRA DA SILVA)

— Dentre os meus intimos amigos, não sei porque acho que o impetuoso e expansivo Gudesteu é o mais franco, jovial e sincero para mim.

Em um desses dias de folga para nós, pensou elle que era chegado o momento, desde muito promettido, de dever me confiar o segredo da mais arrojada paixão que até agora concebeu elle por mulheres.

Aqui vae, portanto, a sua litteral confissão de amor, feita de passeio vespertino pelos campos de Val de Lyrios, por entre aromaticas baforadas de bahianos excellentes, emquanto sobre nossos rostos cahiam de frente as largas caricias de um sol agonizante de março.


...... « 20 annos, de uma belleza agarena, a recordar a seducção fascinante das reclusas filhas de Alhambra, sob o céu amoroso e quente das Hespanhas.

Nos efíluvios satanicos dos olhos soberbamente negros, se descobriam imperiaes scentelhas de uma inclemente dureza de coração, revelada sempre na mulher que possúe rija insensibilidade de alma e carne para contrabalançar os carinhos avelludados, que lhe nadam no olhar humido e chispante.

Havia por força no seu tranquillo semblante fino e altivo, no seu constante e levissimo sorriso ironico, esboçado mansamente pelo franger imperceptivel dos beiços delicados, a revelação suprema de inaudita ferocidade no tracto e modos, para com aquelle que, ousado, a importunasse com descabidas supplicas e ardentes juras de amor e adoração.

Disso me capacitára quando, em seguida de lhe ter repetidas vezes tentado fazer comprehender o muito affecto que para ella brotára, expontaneo e fervido, em meu peito, a orgulhosa sultana me abatera e repellira com o mais insolito e humilhante desdem !

Se, audacioso, para seus olhos limpidos e serenos começava a fitar, repentinamente pelo cerebro se me escoava um filtro de pungente agitação, como se fora communicado pela influencia instantanea de fortissima hypnose, que me puzesse na vista medroso toscanejar.

Por completo germinára em mim o pensamento louco de ainda por affagos dominal-a, recorrendo para isso ás mais requintadas e caprichosas maneiras de submettel-a ao meu intenso e anciante amor.

Tudo inutil e tudo vão.


Ainda me recordo do nosso primeiro encontro.

Festejava-se Ramos, o domingo catholico da entrada triumphal do Nazareno em Jerusalem : o templo regorgitava de fieis, cujas cabeças se emmaranhavam por entre as palmas verdoengas dos coqueiros, que enfeitavam os altares e throno, columnas e nave da egreja cathedral de D...

Um grupo de camaradas de anno me cercava, qual mais afouto em enxergar a predilecta de seus amores, qual mais entretido em salientar o busto sympathico deante da onda magica e brilhante das piedosas donzellas e matronas.

No vae-vem dos empurrões que a serpente humana dos devotos produzia, me achei involvido, indo ficar mesmo no corpo da nave, em frente de um banco onde se assentavam seminaristas, que, recolhidos em beatitude forçada, deixavam vêr o semblante pallido e cabisbaixo, atravez dos reflexos vivos das garnachas de um preto azevichado, por cima das quaes cahiam as molles rendas alvas da comprida sobrepeliz.

Negrissimas cartolas de respeitaveis figurões, nedios e calvos, afogados em ceremoniosos costumes adaptados á imponente solemnidade do exordio da Paixão do Grande Rabbi, espelhavam á luz crepitame dos cirios ardentes, deixando retractada na lustrosa superficie da copa pelluda aquella massa cabriolante de gentes diversas em sexos e condição, heterogeneamente mescladas pelas crenças e côres.

No tal canto collocado, principiei a deitar olhares curiosos e descuidados pelo espasoso recinto atopetado de pessôas, a mór parte das quaes, enfatuadas na contagiosa moral dissolvente do seculo que expira, iam ao templo, não chamadas pelos impulsos austeros e nobres de um coração religioso, mas sob o aguilhão impio e féro das mesquinhas vaidades humanas, que se resumem, em conclusão, no lato significar do verbo exhibir...

Pelas janellas ogivaes e ennegrecidas da cathedral se escoavam aureas settas de um luzente sol, derramando ondas de dourada suavidade no ambito augusto e perfumado pela myrrha.

Os mehos argenteos, os fulgidos candelabros sustiam as niveas e grossas velas, que flammejavam em clarões divinos, estampando agudos hyorogliphos feéricos pelas amerelladas paredes, que cercam a magestosa egreja, e pelas cortinas adamascadas das portas e tribunas.

Deslisavam-se rapidos, vertiginosos e cégos os minutos: apressava-se a hora da tradicional procissão em torno á casa de Deus.

E mais povo se precipitava para dentro, produzindo um accumulo suffocante e brutal.


Distrahido, continuava a reparar as caras do mulherio, tão pomposa e desproporcionalmente distribuido pela jerarchia, em classes de nobres damas e donzellas e magotes confundidos de plebeias e aldeans.

Um vago murmurio de admiração me advertio de que mais uma devota recem chegada dominava as attenções e olhares de meus visinhos.

Poucos a conheciam, o que curiosamente verifiquei, pelo recolhimento auditivo que fiz de um impaciente e unisono « quem é ? » partido de uma legião de boccas masculinas.

Os « veja ! », « ó que linda ! » « soberba ! », « admiravel ! », succederam-sa escandalosamente, attrahindo todas as vistas para aquelle modelo portentoso do feminino sexo.

Milhares de carbunculos fitavam a esplendida moça, em languidos requebros apaixonados.

Havia razão para o barulhento reclamo : e talvez que sacrilego não fôra erigir um novo altar, onde alli mesmo á face do tabernaculo sagrado, se depositasse aquella deslumbrante soberana de curações, que culto idólatra merecera !

O testemunho d'aquella apotheose de mil admirações em homenagem á belleza magica de Zenaide, bastára para exalçar ás culminancias triumphaes de imperioso e altivo renome, a estupendamente formosa mulher, bellissima entre as mais lindas e garbosas filhas de Eva !

A meiguice perenne e santa que pairava, em feiticeiro boiar, no seu sorriso angelical — que ella imitára, ao natural, dos pensativos e calmos semblantes das milagrosas madonas de Ticiano — fora sufficiente para desvairar a imaginação de seus mais convencidos adoradores, pasmados, em gostoso deliquio, deante d'aquella suprema correcção de fórmas, vasadas nos moldes mais exigentes do inattingivel hellenismo classico, de priscas eras gloriosas para a arte.

A impassibilidade crystallina de seu olhar indicava uma inabalavel paz de consciencia, que não se deixava trahir por esse riso furtivo e casquilho, com que as caprichosas rainhas da seducção e da belleza sem rival, costumam receber, tal como se despercebidas estivessem, os galanteios e acelamações que as enchem de ufania.

Nella não se podia descobrir aquelle famoso e profano conjuncto de mythos e harmonias estheticas, que os adoradores impudicamente desvendam ás auras dos theatros e salões da aristacracia, para mais celebrizarem o objecto de suas odes sonoras, de seus enthusiasticos madrigaes...

Honesta e digna no seu retrahimento captivante, Zenaide mais me ateava fogoso incendio no coração, escâldado de apaixonados e loucos fervores.

Suas divinas seducções cresciam para mim, mais e mais, por isso mesmo que antes lhe molestava a recatada modestia aquelle glorioso alvoroço de merecidas ovações expressivas, que ella involuntariamente provocára.


Na devassa impertinente de apaixonado que deseja logo, em synthese perfeita de palavras, resumir a vida da galante tentadora que lhe aprisionou o coração, consegui saber da familia, condição, idade e moradia de Zenaide.

Um bem acabado inquerito de amor me poz ao facto da bôa e opulenta linhagem de que procedia a minha amada, a qual — para eterno desespero meu — estava casada de pouco, tendo levado ao estupido do marido o magnifico dote de seus adoraveis vinte annos, acompanhados de um cultivado talento e solidas apolices, além de aprazivel e principesca vivenda em que residia o casal, no mais frequentado e poetico dos arrabaldes de D,.,

Tal foi a situação em que me achei logo ao começo de uma paixão intensa bravia, de cujo positivo progresso quiçá podéra me advir a pouco lisongeira hypothese de nocturnos azulamentos, após derreante pugilato...

Mas longe de abafar os impulsos nascentes d'esse amor — iniciado, profanamente, num recinto onde se cruzavam os fumos do incenso e os respingos do hyssope, na festa que preludia a paixão angustiosa do Salvador — deixei que se avultasse o sentimento, e, embora convencido, como estou, da impossibilidade de uma confissão, conservo até hoje o mesmo fogo de idos tempos, fogo de affectos e ciumes que abre chagas incuraveis, martyrisando-me sempre com o caustico infernal desse tremendo nunca...

Esperarei ?

Não, porque o meu amor é santo como o do suave Jesus, que — sonhando com os beijos casos e dulcissimos e embriagadores da formosa e arrependida discipula de Magdala — soube soffrear as ardencias mesquinhas de seu coração de homem, com a nobre e altiva resignação de uma consciencia e caracter divinaes !

— Assim terminou a confissão de seus amores o meu jovial camarada e amigo; o impetuoso Gudesteu.

Março — 1893.



Esta obra entrou em domínio público pela lei 9610 de 1998, Título III, Art. 41.


Caso seja uma obra publicada pela primeira vez entre 1928 e 1977, certamente não estará em domínio público nos Estados Unidos da América