Petição do Pe. Bartholomeu de Gusmão

Wikisource, a biblioteca livre

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Petição
do
Pe. Bartholomeu
de Gusmão
Petição do Padre Bartholomeu Lourenço, sobre o instrumento q iventou para andar pelo ar, e suas utilidades

Diz o licenciado Bartholomeu Lourenço, que elle tem descoberto hum instrumento para andar pelo ar da mesma sorte q pela terra, e pelo mas, com muito mais brevidade, fazendo-se muitas vezes duzentas, e mais legoas de caminho por dia, nos quaes instrumentos se poderão levar os avisos de mais importancia dos exercitos, e terras mais remotas, quasi no mesmo tempo em que se rejoliem; no que interessa a Vossa Majestade muito mais q todos os outros Principes, pela maior distancia dos seus Dominios, evitando-se desta sorte os desgovernos das Conquistas, que provem em grande parte de chegar tarde a noticia delles; além do que poderá Vossa Majestade mandar vis todo o preciso dellas muito mais brevemente, e mais seguro; poderão os homens de negocio pajsandetras, Maberdaes a todas as Praças sitiadas; poderão ser socorridas tanto de gente como de viveres, e munições, a todo o tempo, e tiram-se della as pessoas q quizerem, sem que o inimigo o possa impedir. Descobris-se-hão as regiões mais vesinhas dos polos do mundo, sendo da Nação Portugueza a gloria deste descobrimento; alem das inffinitas conveniencias q mostrará o tempo; e porque deste invento se podem seguir muitas desordens commettendo-se com o seu uzo muitos crimes, e facilitando-se muitos na confiança de se podere pajar a outro Reino, o q se evita estando e duzindo o dito uzo a huma só pessoa a quem se mandem a todo o tempo as ordens convenientes a respeito do dito transporte, e prohibindo-se a todas as mais sobre graves penas; e heben-se remunere ao Supplicante invento de tanta importancia.

Pede a Vossa Majestade conceden ao Supplicante o privilegio de q pondo nos abra o dito invento, nenhuma pessoa de qualquer qualidade q for, no possa uzar delle em nenhum tempo neste Reino

ou suas Conquistas em licença do Suplicante ou seus herdeiros, sob pena de pendimento de todos os bens e as mais que a Vossa Majestade parecerem.
Consultou-se no Dezembargo do Paço a El-Rei com todos os votos e que o premio que pedia era mui limitado e que devia amplicar.

Sahio despachado com a resolução seguinte.

Como parece a Alteza; e alem das penas accrescento a de morte aos Transgressores; e para com mais vontade o Supplicante se applicar ao novo instrumento, obrando os effeitos q relata, lhe faço mercê da primeira Dignidade que vagas em as minhas Colegiadas de Barcelos, ou Santarem e de Lente deprima de Multhe matiça da minha Universidade de Coimbra com seiscentos mil reis de renda que crio de novo em vida do Supplicante somente. Lisboa 17 de Abril de 1709. Com a Rubrica de Sua Majestade.

Explicação da Maquina

A. Mostra o modo de Velame, que servirá para fazer cortar os ares, levando sua derrota áquela parte donde foi dirigida.

B. Mostra o modo que terá para se governar, pois sem um seguiria a sua vontade, e não a de seu Artifice Piloto.

C.C. Apontaõ o Corpo da Barca que com o engracado das conchas leva em cada vão hum cano, que interior m .te (confoltes para ijso feitos) suprirão a falta de ventos.

D. Denota o feitio de humas azas que não servirão mais que a de sustentarem para que não Caia á banda porque tomando o vendo e si de nenhuma maneira a derifará.

EE. Apontão as figuras esfericas, em que está o = Segredo = atractivo: são feitas de metal: servem de cobertura para se não corromper a pedra de cevas, que por dentro do pé que he ôcco atrahira continuamente a si à Barca, cujo corpo he de madeira forrado de chapas de ferro, e pela parte inferior forrado de estreitas taboas feitas de palha de centeio para a commodidade da gente, que levará até dez homem, com o seu inventor onze.

F. Mostra a coberta feita de arame amodo de rede, em cujos fios se tem enfiado muita somma de alambres A, que com muita actividade ajudão a sustentar a Barca que pela quentura do Sol fará força p.a attrahira si as estreitas.

G. Mostra a Agulha de Marias; porque sem ella se não podem guiar.

H. Mostra o Artifice que com Astrolábio ou Balertilha, compaço e carta de masear toma a altura do Sol para ver onde se acha.

II. Finalm.te mostrão as Roldanas para por ella se alargas

Figura da nova Barca inventada em Ls.a ro Annade 1709
Petição (page 9 crop).jpg
mais ovo menora escôta de qualquer parte que ovento faça feição.
Nota.

Não obitante que o Author da Maquina diga que dentro dos Glóbos vai a Magnete cuja virtude fará subir a barca; com tudo não he a sua elevação por força da virtude atracctiva, mas sim pela força do Gaz, que os mesmos Glóbos tem dentro, e que o mesmo Author chama = segredo = que não quis declarar talvez por suas razões que pra ifrotivese. O certo he que o Author era homem de Talentos, e de grande capacidade, e que a Maquina foi experimentada, segundo o testemunho de alguns velhos de probidade, que ainda vivem em a nossa Côrte, a pezar de haver alguem que o contradiga, talvez por malicia, ou por ignorancia. Vs.a

Petição (page 11.1 crop).jpg
Lisboa:
Na. Offic. De Simão Thaddeo Ferreira 1774.
Com Licença da Real Meza Cenjoria.
Petição (page 11 crop).jpg

Este material está em domínio público nos Estados Unidos e demais países que protejam os direitos autorais por cem anos (ou menos) após a morte do autor.

 

Todas as obras publicadas antes de 1º de Janeiro de 1927, independentemente do país de origem, se encontram em domínio público.


A informação acima será válida apenas para usos nos Estados Unidos — o que inclui a disponibilização no Wikisource. (detalhes)

Utilize esta marcação apenas se não for possível apresentar outro raciocínio para a manutenção da obra. (mais...)