Poemas e Canções (Vicente de Carvalho, 1917)/Cantigas praianas/II

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
É tão pouco o que desejo
por Vicente de Carvalho
Poema publicado em Poemas e Canções


É tão pouco o que desejo,
Mas é tudo o que me falta,
Só por que a flor do teu beijo,
Pende de rama tão alta...

Ninguem sabe o que suporta
O mar que chora na areia
Por essa tristesa morta
Das noites de lua cheia:

Embaixo o pranto das aguas,
Emcima, a lua serena...
E eu pensando em minhas mágoas,
Ouço o mar, e tenho pena.

Meu amor é todo feito
De neblina tao cerrada,
Que por mais que em roda espreito
Só te vejo a ti, mais nada.

Ai, minha sina está lida,
Meu destino está traçado:
Amar, amar toda a vida,
Morrer de não ser amado.