Poemas e Canções (Vicente de Carvalho, 1917)/Cantigas praianas/IV

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria...nome tão doce
por Vicente de Carvalho
Poema publicado em Poemas e Canções


Maria!... Nome tão doce,
Nome de santa... Parece
Que o digo como se fosse
O resumo de uma prece.

Tem tão mística doçura...
Abre asas à fantasia:
"Maria!" - o lábio murmura
E a alma ecoa: "Ave Maria!"

Mal sabes tu que desprezas
Os olhos com que te sigo,
Que meus olhares são rezas
Ditas baixinho, comigo...

Mal sabes, santa Maria,
Que em tudo que sonho e penso
Teu nome paira e irradia
Como entre nuvens de incenso.

Maria, nome tão doce...
É o teu nome... Parece
Que o digo como se fosse
O resumo de uma prece.

Murmuro-o devotamente:
E a essa oração, se levanta
No meu êxtase de crente
A tua imagem de santa.

E então, alma e olhar submersos
Num clarão de alampadário,
Vou desfiando estes versos
Como as contas de um rosário...