Que muito m'eu pago deste verão

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Que muito m'eu pago deste verão
por Airas Nunes


Que muito m'eu pago deste verão
por estes ramos e por estas flores,
e polas aves que cantan d'amores
por que ando i led'e sen cuidado
e assí faz tod'homen namorado:
sempr'i anda led'e mui loução.

Cand'eu passo per algũas ribeiras,
so bõas arvores, per bõos prados,
se cantan i passaros namorados
logu'eu con amores i vou cantando
e log'alí d'amores vou trobando
e faço cantares en mil maneiras.

Hei eu gran viço e grand'alegría,
quando mi as aves cantan no estío.