Querida Gurupi

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Em princípio ermos bravos
Selva de virgens matas
Com fragrância de ervas silvestres
Ressonavas nas plagas
Ontem berço de bravos silvícolas
Que hoje tua história retratas.

Oh! brilhante cidade frondosa
O progresso habita em ti
Teu esplendor é amor e liberdade
És as Capital da Amizade
Oh! Querida Gurupi

E assim te fizeram metrópole
No decorrer do tempo Graças aos braços heróicos
Que por te lutaram e contento
Desde o tempo dos carros de bois
Até o presente momento

Oh! brilhante cidade frondosa
O progresso habita em ti
Teu esplendor é amor e liberdade
És as Capital da Amizade
Oh! Querida Gurupi

Teus lindos campos verdejantes
Te revestem de belezas
Tuas manadas representam
A tua maior riqueza
Tu te propagas Brasil a fora
Pois és exemplo de amor e nobreza.