Senhor, pois que m'agora Deus guisou

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Senhor, pois que m'agora Deus guisou
por Dom Dinis


Senhor, pois que m'agora Deus guisou
que vos vejo e vos posso falar,
quero-vo'la mia fazenda mostrar
que vejades como de vós estou:
vem-mi gram mal de vós, ai mia senhor
em que nunca pôs mal Nostro Senhor.
  
E, senhor, gradesc'a Deus este bem
que mi fez em mi vós fazer veer,
e mia fazenda vos quero dizer
que vejades que mi de vós avem:
vem-mi gram mal de vós, ai mia senhor
em que nunca pôs mal Nostro Senhor.
 
E nom sei quando vos ar[1] veerei
e por em vos quero dizer aqui
mia fazenda, que vos sempr'encobri,
que vejades o que eu de vós hei:
vem-mi gram mal de vós, ai mia senhor
em que nunca pôs mal Nostro Senhor.
 
Ca nom pôs em nós mal Nostro Senhor
senom quant'a mim fazedes, senhor.

Notas[editar]

  1. Ar por er.